O consumo regular de pescado deve fazer parte da alimentação dos portugueses. Este é uma fonte de proteínas de elevado valor biológico e de micronutrientes importantes. Entre os quais se destacam o ferro, o cálcio, o fósforo, o zinco, o selénio, o cálcio e as vitaminas A, D e do complexo B.

O peixe deve ser privilegiado, não só as espécies magras, mas também as gordas. Apresentam uma gordura maioritariamente rica em ácidos gordos polinsaturados, que têm inúmeras vantagens para a saúde, com uma ação importante na prevenção da doença cardiovascular. Comer peixe é promover uma boa alimentação.

 

O que pretendemos com este desafio?

  • Aumentar o consumo de pescado.
  • Envolver o cidadão na definição de estratégias para aumentar o consumo de pescado e fornecer ferramentas para alcançar esse objetivo.
  • Mobilizar os profissionais de saúde, as instituições públicas e privadas, o setor da restauração e a indústria para a promoção do consumo recomendado de pescado.

 

Como vamos alcançar?

Cidadão

  • Ingira pescado pelo menos 4 vezes por semana.
  • o Das quais 2 vezes peixe gordo (cavala, sardinhas, atum, salmão, arenque...).
  • O pescado congelado e as conservas em água de peixe gordo, como o atum e a cavala, podem ser opções: são igualmente seguros, nutritivos e mais económicos.

Profissionais de Saúde

  • Aumentar a capacitação do utente para reconhecer os benefícios e importância do consumo de pescado ao longo da vida e saber confecioná-lo de forma saudável e atrativa.
  • Monitorizar o consumo de pescado e desenvolver estratégias para colmatar casos de não ingestão.

Instituições Públicas e Privadas

  • Promover o consumo de pescado nos estabelecimentos de ensino, de saúde, de apoio social e local de trabalho.
  • Disponibilizar informação sobre os benefícios no consumo de pescado.
  • Desenvolver campanhas massificadas junto da comunicação social de promoção do consumo de pescado.

Restauração

  • Promover o consumo de pescado assegurando a disponibilidade de menus saudáveis, nutritivos, atrativos e económicos.

Indústria e Retalho

  • Aumentar e promover as variedades de pescado em conserva em água.
  • Reduzir os teores de sal, gorduras e açúcares dos processados de pescado.

secretario estado adjunto ministro saude

estesl

cnj

onmi

refood

adsfan

 barrigas amor

 travel flavours

apc

apnep

fadu

 cm vilapoucadeaguiar

cm alter do chao ipb caldasdarainha camaramunicipal logo changeit
fundacao portuguesa cardiologia empresas mais saudaveis    

gertal

nutricia

itau

iglo

palmeiro foods

inspira santa marta

 nestle health science  iogurte dia

jumbo

medtronic    

o peixe e fixe

eat like you mean it

portugal em forma

 nutrition hidration week