O consumo adequado de frutas e vegetais é fundamental para assegurar que o nosso corpo tenhas as vitaminas, minerais, fibra e água, essenciais à saúde. Estes são uma parte essencial de uma alimentação equilibrada e a sua ingestão adequada previne o desenvolvimento de certos tipos de cancro e doenças cardiovasculares. Também ajuda no controlo de doenças crónicas não transmissíveis, como é o caso da diabetes tipo 2 e da obesidade. Aumentar o consumo de frutas e vegetais é prioritário.

 

O que pretendemos com este desafio?

  • Garantir o consumo mínimo diário de 400g de fruta e vegetais, o que corresponde a 5 porções destes alimentos, distribuídos ao longo do dia, preferencialmente em cores variadas.
  • Aumentar o consumo de fruta fresca na sua forma natural.
  • Aumentar o consumo de vegetais crus ou confecionados em pouca água (com pouca ou nenhuma gordura adicionada) de forma a preservarem ao máximo as suas propriedades nutricionais.
  • Promover o consumo de sopa nas refeições principais.
  • Envolver o cidadão na definição de estratégias para aumentar o consumo de frutas e vegetais e fornecer ferramentas para alcançar esse objetivo.
  • Mobilizar os profissionais de saúde, as instituições públicas e privadas, o setor da restauração e a indústria para a promoção do consumo recomendado de frutas e vegetais.

 

Como vamos alcançar?

Cidadão

  • Inicie as refeições da sua família sempre com sopa.
  • Confecione sopa para a semana e congele em porções para a família, facilitando o seu consumo e evitando o desperdício.
  • Adicione sempre vegetais à confeção das suas refeições de carne e peixe, arrozes e massadas.
  • Enriqueça as suas sanduíches com vegetais e as suas saladas com fruta.
  • Invista num cortador de legumes para que facilite a preparação de saladas variadas.
  • Se os vegetais frescos se estragam frequentemente no seu frigorífico, prefira os vegetais congelados.
  • Ainda que prefira vegetais frescos, tenha sempre no congelador: brócolos, couve-flor, macedónia, espinafres, alho francês, abóbora, cebola, base de vegetais para sopa, entre outros.
  • Os vegetais de 4ª gama prontos a consumir podem ser uma solução simples e rápida para promover o consumo. Ainda que mais dispendiosos, não existe qualquer desperdício.
  • Prefira a fruta da época, é mais económica, mais nutritiva e mais amiga do ambiente.
  • Não receie o consumo da fruta mais pequena e mais feia – geralmente é sempre mais económica e também mais saborosa.
  • A fruta desidratada sem adição de açúcar é uma boa alternativa para trazer consigo.

Profissionais de saúde

  • Adaptar a cada grupo alvo as estratégias para promover o consumo de fruta e vegetais.
  • Desenvolver aptidões e competências na preparação e confeção de vegetais, de forma a melhor aconselharem a população.
  • Aumentar a capacitação do utente ou grupos para reconhecerem os benefícios e importância do consumo de fruta e vegetais ao longo da vida e saber confecioná-los e inseri-los na alimentação diária de forma saudável e atrativa.
  • Monitorizar o consumo de fruta e vegetais e desenvolver estratégias para colmatar casos de não ingestão.

Instituições públicas e privadas

  • Promover o consumo de fruta e vegetais nos estabelecimentos de ensino, de saúde, de apoio social e local de trabalho.
  • Promover a oferta de frutas e vegetais prontos a consumir (ex: maçã, palitos de cenoura) nas máquinas vending de estabelecimentos de ensino, saúde e apoio social, bem como no local de trabalho.
  • Desenvolver campanhas massificadas junto da comunicação social de promoção do consumo diário de 5 porções de frutas e vegetais, em cores variadas.
  • Incentivar a disponibilidade de fruta, gratuita ou a preço de custo, nos locais de trabalho.

Restauração

  • Fomentar os menus com sopa e fruta incluída.
  • Criar novos menus com fruta, vegetais e promover o seu valor nutricional.
  • Fornecer em todos os pratos, sem custos acrescidos, uma porção de vegetais crus ou cozinhados, ou disponibilizar apenas a pedido do cliente mas sem custo acrescido.
  • Garantir porções adequadas de vegetais e fruta em refeitórios escolares e coletivos.
  • Adotar a prática de desinfeção de vegetais crus e divulga-la junto dos clientes, de forma a aumentarem a confiança da correta higienização dos vegetais servidos.

Indústria e Retalho

  • Desenvolver opções de vegetais e frutas de 4ª gama a preços competitivos.
  • Maximizar a oferta de produtos à base de vegetais e frutas com reduzido teor de gordura, açúcar e sal adicionado.
  • Promover o valor nutricional das frutas e vegetais.
  • Diversificar a oferta em soluções combinadas mais económicas (packs de fruta com vários tipos de fruta – maças, peras ou outras).
  • Disponibilizar fruta e vegetais com redução de preço quando estão perto do fim do prazo de venda.

secretario estado adjunto ministro saude

estesl

cnj

onmi

refood

adsfan

 barrigas amor

 travel flavours

apc

apnep

fadu

 cm vilapoucadeaguiar

cm alter do chao ipb caldasdarainha camaramunicipal logo changeit
fundacao portuguesa cardiologia empresas mais saudaveis    

gertal

nutricia

itau

iglo

palmeiro foods

inspira santa marta

 nestle health science  iogurte dia

jumbo

medtronic    

o peixe e fixe

eat like you mean it

portugal em forma

 nutrition hidration week