Todos os cidadãos devem ter acesso a Consultas de Dietética e Nutrição ao nível dos Cuidados de Saúde Primários. Só assim é possível atuar ao nível da prevenção e tratamento primário das patologias associadas a uma alimentação desequilibrada, cada vez mais prevalentes em Portugal. A sua prevenção e/ou tratamento nos primeiros estádios permitirá ao Estado Português poupar milhares de euros em saúde.

Para atingir este desafio é essencial garantir a existência de dietistas-nutricionistas nos cuidados de saúde primários, permitindo que os grupos mais carenciados e socialmente vulneráveis tenham a literacia em saúde adequada, um melhor acompanhamento e menor probabilidade de desenvolver doenças crónicas, como obesidade, diabetes e hipertensão arterial. A disponibilização destas consultas no Sistema Nacional de Saúde, permite diminuir as desigualdades no seu acesso, atuar na literacia alimentar e aumentar a qualidade saúde e bem estar dos portugueses.

 

O que pretendemos com este desafio?

  • Aumentar o número de dietistas-nutricionistas nos Cuidados de Saúde Primários de forma a garantir uma oferta suficiente e eficaz à população, no que diz respeito às Consultas de Dietética e Nutrição.
  • Diminuir a desigualdade no acesso às Consultas de Dietética e Nutrição.
  • Promover a educação alimentar como ferramenta na promoção da saúde e prevenção e controlo da doença.
  • Prevenir e controlar as doenças crónicas não transmissíveis em que a nutrição e alimentação assumem um papel preponderante, como é o caso da obesidade, diabetes, hipertensão arterial e doenças cardiovasculares.
  • Diminuir a prevalência de excesso de peso na população adulta e pediátrica.
  • Promover a literacia em nutrição em grupos vulneráveis como é o caso dos idosos e grávidas.

 

Como vamos alcançar?

Cidadão

  • Informe-se sobre a Consulta de Dietética e Nutrição no seu Centro de Saúde. Caso não exista, registe a sua sugestão.

Profissionais de Saúde

  • Evidenciar a importância da alimentação enquanto determinante de saúde para prevenir a doença e promover a saúde, minimizando custos e rentabilizando recursos.
  • Estabelecer políticas que conduzam à promoção de bons hábitos alimentares entre indivíduos e grupos, para melhorar ou manter uma nutrição saudável e reduzir o risco de contrair doenças relacionadas com a alimentação.
  • Integrar ou formar equipas de profissionais com âmbito de intervenção na comunidade, como são os educadores, enfermeiros, psicólogos, assistentes socias, terapeutas, entre outros profissionais, promovendo abordagens concertadas e eficazes.

Instituições Públicas e privadas

  • Garantindo a inclusão de dietistas-nutricionistas em número suficiente no leque de profissionais de saúde das instituições de cuidados de saúde primários.
  • Proporcionando os meios e os recursos necessários à realização eficaz das Consultas de Dietética e Nutrição.

secretario estado adjunto ministro saude

estesl

cnj

onmi

refood

adsfan

 barrigas amor

 travel flavours

apc

apnep

fadu

 cm vilapoucadeaguiar

cm alter do chao ipb caldasdarainha camaramunicipal logo changeit
fundacao portuguesa cardiologia empresas mais saudaveis    

gertal

nutricia

itau

iglo

palmeiro foods

inspira santa marta

 nestle health science  iogurte dia

jumbo

medtronic    

o peixe e fixe

eat like you mean it

portugal em forma

 nutrition hidration week